Últimas

RIR pede intervenção do Ministério Público devido a retirada de pedra da orla costeira

Em comunicado enviado para as redacção, o partido RIR anuncia que “pede a intervenção do Ministério Público na retirada de pedra da orla costeira do Porto da Cruz”, apontando que “não é a primeira vez que esta situação acontece” naquela freguesia.

Na nota, assinada por Fernando Gois, lê-se ainda que “num passado recente também foi retirada muita rocha daquele local, cujo destino é desconhecido”. Por isso, “há que apurar responsabilidades e responsáveis, pois no nosso entender, a limpeza mais urgente a ser feita deverá ser na própria ribeira, essa sim põe em risco as pessoas e bens, pois esta, está completamente entulhada de matagal”.

O RIR escreve ainda que este é “um atentado ambiental”, caso que “deve ser considerado, pelas autoridades competentes”. O RIR lamenta ainda “que a população do Porto da Cruz venha a ser vítima de uma desgovernação socialista, a quem lhes deram uma maioria absoluta e agora, fecham-lhes o Banco, fecham-lhes estradas a veículos pesados, tiram-lhes um médico de família, ‘saqueiam a rocha do mar’, fecham os dois cemitérios e mandam os seus entes queridos para fora da freguesia”, Por fim, acusa o partido “só falta fechar a igreja”.

“Por estas e muitas outras razões, o Partido RIR apela às pessoas, que não se calem perante tantas injustiças e que tomem medidas concretas, contra a Câmara Municipal e a Junta de Freguesia, que lhes voltou as costas, apesar do povo lhes ter confiado o voto, PS nunca mais”, lê-se ainda.

Artigos Relacionados

Close